Precisamos falar sobre: Deixar para depois

Sei que muitos de nós temos uma vida corrida, com muitos afazeres e precisamos dividir nosso tempo entre, no mínimo, trabalho, família e igreja. É certo que todos nós temos os chamados “papéis sociais” numa hora somos trabalhadores, chegamos em casa e nos transformamos em pais, depois cônjuges e depois na igreja um líder. Cada papel social desempenhado necessita de organização, planejamento e objetivos a cumprir, a final, não podemos “deixar a peteca cair” há coisas que depende unicamente de nós e é difícil transferir a responsabilidade a outros.

Minha lista é...

Final de ano e normalmente tudo se repete: refletimos sobre o que fizemos durante os dias que se passaram, onde falhamos, onde melhoramos e passamos a fazer listas e planos para o novo ano que está chegando. Muitos são os projetos: fazer a viagem dos sonhos, comprar a casa própria, trocar o carro, e a lista segue. Mas e no âmbito espiritual? Como está a nossa lista?

Quando começa seu culto?

Minha rotina diária: acordar, me arrumar para ir trabalhar, acordar minha filha e arrumá-la para ir à escola. Sempre na correria fazendo uma coisa e outra até dar o horário para sair! Coisa minha (risos).

Numa manhã, lembro como se fosse hoje, minha rotina foi quebrada.

No trajeto de casa até o trabalho, no carro, costumo ir ouvindo minha lista de músicas favoritas (normalmente músicas de adoração). Senti algo diferente no ar. Enquanto as ouvia, cantava, orava, adorava...
por Vanessa de Oliveira

O que pode surgir da crise?

O Brasil sempre foi palco de transformações sociais, culturais, políticas, religiosas e econômicas. O problema é quando estas condições provocam situações que fogem ao controle ou, como querem os analistas, denunciam uma preocupante instabilidade. E este é o atual cenário brasileiro. A crise que hoje enfrentamos parece distante de um porto seguro.

Sim, há tempo!

por Vanessa de Oliveira

Em um domingo, fazendo o serviço de casa que não havia conseguido concluir no sábado devido à correria, me deparei pensando o seguinte: “Não tenho mais tempo pra nada!” Durante a semana, no trabalho, tudo é tão tumultuado! Uma correria! Sem contar casa pra cuidar, filha pequena e ainda, a faculdade! Mal tenho tempo pra parar e ler a Bíblia e por causa de tudo isso chega o domingo a noite e, esgotada, acabo ficando em casa ao invés de ir à casa do Senhor!”

Então, de repente, veio ao meu pensamento: “Você tem tempo, só não está sabendo administra-lo”.

Hora de Navegar!

Há uma antiga canção infantil que diz: “Meu barco é pequeno, tão grande é o mar. Jesus segura minhas mãos. Ele é meu piloto e tudo vai bem...”. A letra é linda, mas não condiz com a realidade. Eu sei, porque já iniciei essa viagem. Antes de zarpar abasteci o barco com tudo que parece importante: dinheiro, amigos, sucesso, segurança, paz e fé. Tracei a rota e iniciei a jornada rumo ao Céu. Foi nessa hora que as lições começaram.