A paz do Senhor, irmãos!

O Salmo 23 talvez seja o texto bíblico mais conhecido por todos. Cristãos ou não, dificilmente encontraremos alguém que não conheça o Salmo do Bom Pastor. E quantas revelações gloriosas encontramos nele, não é verdade? Todos sabemos que Davi, antes de ser rei, era pastor de ovelhas. Sua experiência como um pastor cuidadoso e zeloso que era o levou a descrever o Senhor como o seu pastor, ou seja, aquele que o guiava, guardava e zelava com todo Seu cuidado e amor. Sua revelação se cumpriu também, anos mais tarde, na pessoa de Jesus. Em João 10 Ele nos diz: “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas. Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas.” Em Lucas 15 encontramos também a parábola da ovelha perdida, onde Jesus usa mais uma vez a figura do bom pastor para ilustrar nosso relacionamento com Ele.

O bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas. E foi isso que Davi fez, mais de uma vez. Quando enfrentou um urso e um leão (1 Samuel 17:36), para defender seu rebanho, ele estava arriscando sua própria vida em favor de suas ovelhas. Fica fácil imaginar o quanto o rebanho de Davi confiava nele. Não importava em que veredas estavam, certamente, bastava levantarem a cabeça e enxergarem o cajado para ficarem tranquilas, pois a presença do pastor era o sinal de segurança, o sinal de que ele estava presente, nada e ninguém as machucaria. Certamente é essa confiança que Jesus espera encontrar em cada um de nós. Se Ele diz que nada nos faltará, é porque nada nos faltará. Mas sabemos que isso não significa que Deus nos dará tudo que pedimos e queremos, porém, Ele nos dará TUDO o que precisamos. Se verdadeiramente somos ovelhas de Seu rebanho e estamos comprometidos em obedecer e seguir ao nosso Pastor, então Ele também estará comprometido conosco para nos cuidar e conduzir em segurança, por todos os nossos caminhos.

Uma abençoada leitura, na presença do nosso amado Pastor!