Jornal Ad: Você ficou conhecida em todo Brasil depois de vencer um concurso em um programa de televisão em 2007, quando você tinha apenas 13 anos. Conta como foi essa experiência?

Gabriela: “O Programa do Raul foi muito especial, foi um tempo de Deus mesmo, foi um plano de Deus, porque não era algo que eu almejava, cantar na televisão. Eu fui porque minha vó era muito fã do programa. Aí aos 11 anos eu me inscrevi no programa e aos 13 eu ganhei. E depois, aos poucos assim, no decorrer do tempo eu pude ver o real plano de Deus e muitas pessoas foram alcançadas. A gente pôde ministrar o amor de Deus em rede nacional, sem
dúvida foi um momento muito especial.”

JAD: Você teve o privilégio de nascer num lar cristão, mas como foi sua conversão, seu encontro com Jesus?

Gabriela: “Eu tive meu encontro com Jesus quando eu tinha uns 8 anos. Eu comecei a cantar quando eu tinha 5 anos mas eu lembro que com 8 anos eu tive um encontro muito real com Deus e fui batizada com o Espírito Santo e foi muito profundo pra mim, foi muito único. Então eu até fico feliz porque em todas as minhas ministrações eu vejo muita criança ali na frente e eu não canto música pra criança, assim específica para criança, mas eles cantam e adoram junto e eu sei como isso é importante, porque quando você tem um encontro real com Deus, sabe real, não
porque você vai porque os seus pais vão e vira aquela coisa rotineira, mas quando você tem um encontro com Deus, isso define muita coisa de quem você vai se tornar.”

JAD: Em 2011 você fez uma participação muito especial na gravação do CD e DVD do cantor Thalles Roberto, com a música “Nada além de ti”, a qual se tornou um grande sucesso. Qual a importância dessa participação em sua carreira? Você acha que foi um divisor de águas?

Gabriela: “Sim foi, porque logo depois que eu saí do programa do Raul Gil as pessoas me conheciam muito como a Gabriela do Raul Gil e quando eu cantei com o Talles as pessoas começaram a associar. E foi um momento muito especial, o Talles é um amigo muito querido e cantar ‘Nada além de Ti’ foi marcante para o meu ministério. Eu lembro como se fosse hoje que quando eu ouvi a música pela primeira vez eu chorei muito, porque é uma música
muito linda, muito profunda e fala sobre a espera, que é algo tão difícil, mas se você esperar e confiar em Deus, como é fortalecedor, como é revigorante esperar em Deus.”

JAD: Você tem três CDs gravados ‘Jesus’, ‘Pra onde iremos’ e ‘Até transbordar?’ E ano passado você gravou seu primeiro DVD ao vivo. Como foi esse momento pra você?

Gabriela: “Foi muito de Deus porque eu queria realmente que só gravassem uma ministração, não queria nada muito grandioso, eu queria só que gravassem uma ministração minha e graças a Deus a gente conseguiu isso, na gravação a gente não teve pausas, foi tudo como um culto mesmo. Exatamente como eu queria. E foi muito especial porque até então as pessoas tinham muitos vídeos meus amadores, de ministrações nas igrejas e tinha muitas visualizações, então acho que o DVD veio pra mostrar não só a voz, como num CD, mas também esse meu lado de ministração. Já faz mais de um ano que foi o lançamento do DVD, mas até hoje eu recebo muitos testemunhos de pessoas que tem se aproximado de Deus e de como as músicas tem feito parte dos seus momentos com Deus, então isso alegra muito meu coração porque foi esse o objetivo de gravar.”

JAD: Hoje em dia, por causa das redes sociais, o artista pode ficar muito mais em contato com seu público do que em tempos atras. Você é uma artista com milhares de seguidores e milhões de acesso em seu canal do You Tube. Como você avalia esse retorno quase que imediato das pessoas em relação ao seu trabalho? E como você administra essa proximidade?

Gabriela: “Eu acho muito importante e eu tento muito passar isso nas minhas redes sociais, que o propósito seja maior do que a minha imagem. Não a imagem da Gabriela, mas a mensagem que a Gabriela está passando. Então isso é algo que me motiva muito, eu passar o real propósito, porque rede social vai acabar, tudo isso vai acabar um dia, mas algo tem que ficar plantado no coração daquela pessoa. Não uma foto bonita para a pessoa curtir, não um
vídeo com uma voz super afinada, incrível, mas a unção de Deus, o mover de Deus, isso tem que transformar uma vida. Eu creio que a internet é uma ferramenta muito importante, muito forte e eu glorifico a Deus por isso porque quem sabe usar a internet para o bem, consegue. Porque com um clic você pode evangelizar, coisa que a gente não conseguiria anos atras né, essa proximidade, esse contato, essa variedade de músicas cristãs que as pessoas conseguem ouvir. Isso é incrível.”

JAD: Nesses 15 anos de ministério, qual aprendizado com Deus que você destacaria e por que?

Gabriela: “Eu acho que o que me mantém até hoje não são visualizações na internet, não são seguidores nas redes sociais, não são CDs e DVDs, o que me mantém firme até hoje, aqui nessa noite é o meu relacionamento com Deus. Essa a proximidade que eu tenho buscado a cada dia, é isso que me mantém. Sair de casa só pra cantar algumas músicas, fazer um show, seria muito triste pra mim, seria muito vazio. Eu tenho esse mesmo sentimento desde muito nova. Eu lembro que quando eu chegava numa igreja e eu via as pessoas totalmente dispersas, não se preocupando com a adoração, isso me incomodava demais desde muito nova. E as vezes eu cantava uma, duas músicas, eu falava, eu não vou sair daqui essa noite, enquanto eu não sentir Deus, enquanto todas essas pessoas
não sentirem Deus. Isso era muito forte no meu coração e é assim até hoje. As vezes é uma guerra espiritual muito grande, mas é isso que me motiva, as pessoas terem esse encontro com Deus, e pra mim a função do ministro de louvor é exatamente essa, levar a igreja a adoração.”

JAD: Hoje em dia a música gospel, os cantores cristãos estão bastante em evidência, tanto nos púlpitos, como nos palcos da sociedade, especialmente através da mídia. Como não perder o foco diante de tantos holofotes?

Gabriela: “Quando a gente foca o nosso coração em Deus, sabe, não sou eu, não é a Gabriela, o meu trabalho não é vender a minha imagem, eu tenho que passar a mensagem que é Cristo. Então isso não muda no meu coração jamais. Não é o que a Gabriela é, mas o que Deus faz na vida da Gabriela. Então essa mensagem sempre tem que ser maior do que a minha imagem. É isso que queima do meu coração. Quando as pessoas falam não simplesmente da minha voz, mas o que aconteceu através de uma ministração minha, isso sim me deixa feliz.”

Ação & Reação

Música: “Manifestação de adoração a Deus”
Adoração: “Coração rendido a Deus”
Família: “É tudo”
Igreja: “A base”
Sucesso: “Ter Jesus”
Fama: “Só Jesus”
Um livro: “Adoração extravagante”
Livro de cabeceira: “Bíblia”
Um versículo: “Romanos 8:38”
Gosto muito de: “Coxinha” (risos)
Não gosto de: “Salada” (risos)
Um cantor (a): “kim walker”
Um grupo de louvor: “Hillsong”
Uma canção: “Atos 2”
Jesus: “Tudo, ele é tudo”

JAD: Deixe uma mensagem para a igreja de Blumenau:

Gabriela: “É uma honra estar aqui com vocês. O que eu posso dizer é que nós estamos juntos, eu sempre procuro passar isso, que as vezes a gente olha para a pessoa no altar e vê ela com um microfone na mão e as vezes parece que a vida daquela pessoa é mais fácil, mais tranquila. E não é. Nós temos uma vida igualzinha a de vocês. E nós estamos juntos, caminhando juntos, pelo propósito de conhecer Jesus, de amar Jesus acima de todas as coisas. Esse tem que ser o nosso foco, nosso objetivo sempre, de todo nosso coração. Então até que Ele venha, nós buscaremos por isso.”